Receba nossas informações!

5 desafios do gestor de Recursos Humanos no mercado atual

11 de janeiro de 2017, às 16:23

Por Jane Kelly Batista Ramalho

O papel do gestor de RH dentro das empresas, anteriormente, se limitava à folha de pagamentos, ao cálculo de horas extras, à contratação, demissão, insalubridades, pagamento de férias e antecipação do décimo terceiro salário. Hoje, vivemos um novo tempo: de novas tarefas, novas perspectivas e novos desafios. As suas atividades, que eram exclusivamente burocráticas, agora se expandem para o planejamento estratégico de uma empresa, onde é preciso incluir nessa missão a chamada gestão de relacionamentos.

E é nesse cenário que o gestor de RH precisa conseguir meios de alinhar as políticas internas com as diretrizes organizacionais onde atua, trabalhando a visão, a missão e os valores com a cultura da empresa. Ou seja, em outras palavras, o gestor é o responsável por fazer as pessoas trabalharem satisfeitas para que elas sejam cada vez mais produtivas e comprometidas com o trabalho.

Você está pensando em se aventurar nesse amplo mercado de trabalho? Conheça os principais desafios enfrentados por esse profissional e fique preparado!

Desenvolver competências de comunicação

Um dos principais desafios do gestor de recursos humanos é desenvolver uma boa comunicação. Essa habilidade, apesar de ser o mínimo que se espera de um bom líder, é complicada de ser adquirida e mais difícil ainda de ser colocada em prática.

A boa notícia é que não existe uma regra para isso, pois cada organização funciona de uma maneira, e o estilo dessa comunicação vai variar de acordo com a cultura dessa empresa. Porém, lembre-se: bons comunicadores constroem equipes confiantes e fortes, mau comunicadores criam e nutrem a incerteza.

Desenvolver estratégias para amenizar conflitos internos

O gestor de recursos de humanos precisa entender as relações (sejam elas boas ou ruins) que envolvem os funcionários de uma empresa.

E esse é um dos principais desafios da profissão, já que ele deve ter muito tato e flexibilidade de comunicação para saber compreender — e até mesmo prever — os conflitos internos de uma organização, desenvolvendo táticas que amenizam climas de tensão, sem causar desconfortos maiores.

Saber analisar os cenários e tomar decisões

Um bom gestor de RH deve ser bem cuidadoso na hora de tomar decisões e deve fazer isso de forma bem sistemática. O mercado globalizado atual não tem mais espaço para um líder que toma decisões precipitadas baseadas em dados e não em informações. Atitudes assim podem contribuir para a perda de competitividade e atraso nas organizações.

Por isso, o gestor de RH precisa ser extremamente estratégico e analítico na hora de tomar decisões. Precisa contratar ou demitir pessoas? Analise todo o mercado antes de agir. Saiba exatamente o sentimento dos colaboradores em relação a atual situação da empresa. Leve em consideração seus questionamentos e, claro, suas expectativas. Assim o desafio de manter a organização harmônica será concluído com sucesso!

Leia o artigo completo clicando aqui!