Receba nossas informações!

A importância da formação de líderes para as empresas

5 de maio de 2017, às 21:26

Por Rede Nacional de Contabilidade

Profissionais bem treinados fazem a diferença e promovem o crescimento gradual da instituição por meio de motivação e orientação.

Para prestar um serviço de qualidade é necessário ter uma liderança bem estruturada na empresa. Saber liderar impacta na estabilidade do negócio, pois um bom líder precisa manter os objetivos da organização em conjunto com seus valores e ainda pensar no cenário econômico vivido pela instituição para manter a produtividade e o engajamento.

“Um líder é um profissional que consegue ter a perspicácia do momento, tanto do lado da empresa quanto do lado do funcionário. Ele precisa estabelecer um foco e prioridades para a realização da demanda de trabalho e ainda extrair e canalizar o potencial de cada colaborador para a realização dessas tarefas” afirma Elaine Almeida Psicóloga Organizacional, Coach de Talentos, Consultora de RH eSócia Proprietária da Humanis Consultoria.

Por conta disso, é de suma importância que as empresas invistam em treinamentos para a capacitação de profissionais em condições de se tornarem líderes no futuro, afinal são esses especialistas que lidam com situações desfavoráveis sem deixar que a desmotivação atinja a parte operacional da companhia. Segundo Elaine Almeida, as empresas têm adotado várias formas de apoiar os líderes em sua formação e desenvolvimento constante, porém da empresa. Avaliar essas opções vai ao encontro a analisar a necessidade da instituição.

“Basicamente temos dois tipos de desenvolvimento: o interno e o externo. Quando falamos do interno, estamos nos referindo a treinamentos in company feitos sob medida conforme a demanda da organização no momento, assim como processos de coaching focados para melhorar aspectos da liderança, estudo de Cases e grupos de estudos dirigidos podendo ou não adotar livros para orientação. E os treinamentos externos, que podem ser presenciais ou EAD – Ensino à Distância”, afirma a especialista.

Formar um líder internamente traz vantagens para as empresas, uma vez que, não é preciso inserir o profissional a cultura organizacional da empresa, esse processo de aprendizado e assimilação de valores empresariais é demorado e complicado, o gestor já terá conhecimento da área que será delegada a ele, conhece a rotina e o ritmo do setor que irá gerir. Além de já possuir um relacionamento construído com a equipe, o que ajuda na implantação de novos projetos e ações. Um líder desenvolvido por programas internos de formação conhece a empresa como um todo, pois faz parte do desenvolvimento e do funcionamento da organização.

A importância e a necessidade de buscar um líder que não foi desenvolvido pela empresa aparecem quando ela precisa se oxigenar, ou até mesmo quando surgem problemas que exigem uma visão externa para encontrar uma solução. Esse tipo de escolha pode proporcionar tomadas de decisões mais imparciais e efetivas, uma vez que o líder não tem relacionamento com nenhuma pessoa dentro da instituição.

Continue lendo esse artigo no site da RNC.